Actuação de polícias sob suspeita no caso da morte de assaltante em Lisboa

AGENTES ESTÃO A SER INVESTIGADOS POR HOMICÍDIO

Actuação de polícias sob suspeita no caso da morte de assaltante em Lisboa

A morte de um assaltante, depois de ter sido atingido por uma bala disparada pela PSP, em Queluz de Baixo, na semana passada, está a ser investigada pela secção de homicídios da Polícia Judiciária de Lisboa. A comissão dos direitos humanos da Ordem dos Advogados também já pediu explicações à Inspecção-Geral da Administração Interna. Fugitivos não dispararam contra polícias que os podiam ter detido antes.


A penosa situación das persoas xordas nos centros penitenciarios do Reino de España

A ADMINISTRACIÓN FAI ORELLAS DE MERCADOR

A penosa situación das persoas xordas nos centros penitenciarios do Reino de España

Cando unha persoa atravesa os muros da prisión, fica da súa identidade para pasar a ser suxeito tutelado pola Administración Penitenciaria sob unha relación chamada de especial suxeición onde unha das partes, a persoa, está subordinada á outra parte, a Administración, durante toda a condena coa obrigación de cumprir co estrito réxime penal, sob ameaza de sanción e co “dereito” de formar parte dun tratamento penal cuxo obxectivo é a reinserción social (artigo 25.2 CE).


2017: Máis de 1.100 mortes provocadas por axentes da policía nos EUA

RELATORIO DE MAPPING POLICE VIOLENCE

2017: Máis de 1.100 mortes provocadas por axentes da policía nos EUA

Por terceiro ano consecutivo, axentes policiais mataron máis de 1.000 persoas nos EUA. Como explicar tan sorprendente número de mortes? O centro de investigación colectiva Mapping Police Violence, dirixido por Sam Sinyagwe, fixo público na pasada semana o seu Relatorio referido á violencia policial no 2017, un estudo dos datos recollidos sobre cada incidente policial con resultado de morte rexistrados nese ano.


Carta a Netanyahu: “Decidimos não participar na ocupação e na opressão do povo palestiniano”

63 JOVENS RECUSAM ALISTAR-SE NO EXÉRCITO ISRAELITA

Carta a Netanyahu: “Decidimos não participar na ocupação e na opressão do povo palestiniano”

A carta enviada ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, ao chefe de gabinete Gadi Eisenkot e aos ministros da Defesa e da Educação foi divulgada pela imprensa israelita e pelo Comité de Solidariedade com a Palestina, na passada quinta-feira, dia 28 dezembro. “Decidimos não participar na ocupação e na opressão do povo palestiniano”, anunciaram, alegando que “a situação ‘temporária’ arrasta-se há 50 anos, e nós não continuaremos a ajudar”.


Achan enforcado inmigrante interno no edificio da prisión de Archidona

DURAS CRÍTICAS Á DECISIÓN DO MINISTRO ZOIDO

Achan enforcado inmigrante interno no edificio da prisión de Archidona

Un inmigrante interno na prisión de Archidona, habilitada como Centro de Internamento de Estranxeiros (CIE), foi achado sen vida na mañá da pasada sexta feira 29/12. O home apareceu esganado na cela. Ao parecer trátase dun cidadán arxelino de 36 anos. A decisión de encerrar medio millar de migrantes nun penal suscitou duras críticas de colectivos e persoas e a tensión no seu interior foi en aumento desde que comezaran as devolucións aos países de orixe.