You are herePreso amotinado no telhado do cárcere Model de Barcelona

Preso amotinado no telhado do cárcere Model de Barcelona


exige ingreso em prisom próxima à família
14/03/2017

Um preso que cumpre condena no cárcere de Ponent e foi transladado circunstancialmente à Model de Barcelona amotinou-se no telhado deste cárcere para exigir o ingreso num centro penitenciário próximo à cidade, onde reside a sua familia. Segundo a lei, as persoas presas tenhem direito de cumprir a pena no centro prisional mais próximo ao seu contorno.

Nom é a primeira prisom em que está interno. Num primeiro momento, ingressou no centro penitenciàrio de jovens de Barcelona, situado na Trinitat. Posterormente foi transladado a Quatre Camins onde, segundo fontes penitenciárias, teria agredido um funcionário. Este feito teria provocado que fosse transladado à prisom de Ponent, onde lhe foi aplicado o primeiro grau.

O preso foi transladado ao cárcere Model de Barcelona para cumprir diligências judiciais, um feito que coincidiu com a requalificaçom da sua situaçom penitenciária, passando do primeiro ao segundo grau, circunstáncia que aproveitou para demandar cumprir a súa condena na prisom de Barcelona, alegando proximidade da sua família. A demanda foi denegada, o que provoucou que subisse ao telhado através da lavandaria às 9 da manhá, hora do almorço no centro penitenciário.
"O cárcere é para os pobres, nunca para os ricos" ou "No cárcere os presos son torturados e mortos", forom algumhas das consignas que o homem berro durante as mais de oito horas que permaneceu no telhado.

A situaçom do preso é controlada por quse 60 agentes anti-distúrbios dos Mossos d'Esquadra, que controlam a  situaçom desde o interior do cárcere barceloni.

"O normal seria que este preso estivesse perto da familia", explicou Frances Frreixas, membro do sidnicato de funcionarios maioritario do cárcere, ACAIP. "Nas últimas semanas estas situaçons de tensom aumentarom, seguramente vinculadas à situaçom de angústia e ansiedade que existe o centro penitenciário, tanto na populaçom reclusa como entre os funcionários, onde se vê com desassossego o fechamento da modelo", anota Freixas.

Desde as 13:00 horas, um grupo de umhas 30 persoas concentrou-se no exterior da prisom, desde onde animam o preso a continuar e coreiam consignas a favor do encerramento das prisons. Até à Modelo transladou-se a companheira do preso, grávida de 30 semanas, e a sua mai, que pedirom ao homem que baixe do telhado, sem resultado.

Ler mais.