A PONTA DO ICEBERG

Cidade do México: 11 policiais processados por envolvimento em casos de estupro

Cidade do México: 11 policiais processados por envolvimento em casos de estupro

Seis policiais da Cidade do México foram suspensos de suas funções após serem acusados de envolvimento no estupro de uma jovem de 17 anos. A suspensão foi anunciada na passada terça-feira pela prefeita da cidade após uma jornada de mobilização feminista realizada no dia anterior em frente à sede da Procuradoria Geral para exigir justiça. Neste ano 11 policiais da Cidade do México já foram processados por este tipo de crime.


Ler mais...

A CNN TEVE ACESSO A UM RASCUNHO DO DECRETO

Trump prepara decreto para perseguir páginas contra a direita nas redes sociais

Trump prepara decreto para perseguir páginas contra a direita nas redes sociais

O governo de Donald Trump prepara um decreto para regular o conteúdo que se publica nas redes sociais para evitar uma suposta “cruzada anticonservadora”, que, segundo o próprio Trump e outros membros do gabinete presidencial, havia se instalado nos últimos anos em diferentes plataformas. Entre os possíveis serviços e redes sociais afetadas estariam o Google, Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Snapchat e outros pululam na Internet.


Ler mais...

ATENDENDO Á PETICIÓN DA ASOCIACIÓN DIGNIDAD Y JUSTICIA

A Audiencia Nacional ordena retirar fotografias de persoas presas dunha txosna de Bilbo

A Audiencia Nacional ordena retirar fotografias de persoas presas dunha txosna de Bilbo

O xuiz da Audiencia Nacional Alejandro Abascal ordenou retirar de inmediato as fotografias de persoas presas expostas na caseta da comparsa Txori Barrote das festas de Bilbo. Considera que a súa exhibición pode ser constitutiva dun delito de humillación ás vítimas. O maxistrado atendeu a petición que nese sentido cursou a Asociación Dignidad y Justicia. Caso a orde non ser obedecida, os axentes da Ertzaintza “executarán a orde”, informou o Goberno Vasco.


Ler mais...

RECLAMA EXAME MÉDICO E TRANSFERENCIA A OUTRO CÁRCERE

Preso en Sevilla-II denuncia que funcionarios do cárcere lle deron unha malleira

Preso en Sevilla-II denuncia que funcionarios do cárcere lle deron unha malleira

Un interno do centro prisional Sevilla-II, situado en Morón de la Frontera, denunciou que varios funcionarios lle propinaron unha malleira durante unha hora e media, que perdeu o coñecemento até tres veces e na  secuencia da cal sofre numerosas lesións. Institucións Penitenciarias nega a agresión e mais o pai do preso presentou denuncia no Xulgado de Garda e queixa perante a dirección do cárcere por se ter negado a autorizar que o fillo fose examinado por un médico.


Ler mais...

VIGALICIA PRESENTA PROPOSICIÓN DE LEI NO PARLAMENTO

A Xunta nega o dereito a vida independente ás persoas con diversidade funcional

A Xunta nega o dereito a vida independente ás persoas con diversidade funcional

“Queremos evitar a discriminación dun grupo de persoas suxeitas a unha circunstancia fóra do propio control: se non podes erguerte de cama, rascar o nariz ou limpar o suor, estás en mans alleas. Queremos dispor da capacidade de elixir quen, cando, como e onde vai facer o que corresponda nos nosos corpos. E queremos facelo agora, cunha lei feita por nós, despois de 15 anos de tentar introducir as melloras que precisamos, que noutros lares gozan desde hai 30 anos.”


Ler mais...

AS IMPLICAÇÕES DO DECRETO SEGURANÇA BIS

A invenção da Itália como “Pull factor” e o risco à democracia

A invenção da Itália como “Pull factor” e o risco à democracia

No dia 5 de agosto, o Senado italiano aprovou definitivamente o Decreto de Segurança BIS, deferido pelo executivo em 15 de junho. O decreto, composto por 18 artigos, apoiado pela Liga de Matteo Salvini, consiste em uma série de procedimentos legais que regulamenta principalmente dois aspectos da “segurança pública” do país: o resgate de pessoas no Mar Mediterrâneo e a gestão da ordem pública durante manifestações, protestos e eventos esportivos em terra.


Ler mais...

NÃO FOI JULGADO, FOI VÍTIMA DE UMA PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

Juristas de oito países assinam manifesto pela libertação de Lula da Silva

Juristas de oito países assinam manifesto pela libertação de Lula da Silva

Para 17 ex-ministros da Justiça, ex-membros de cortes superiores, professores e advogados de oito países, “práticas ilegais e imorais” fazem Justiça brasileira viver “grave crise de credibilidade dentro da comunidade jurídica internacional”. No seu manifesto, enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), reclamam a libertação do ex-presidente do Brasil Lula da Silva e que suas condenações sejam anuladas por não ter sido respeitado o devido processo legal.


Ler mais...

UNHA MODA QUE ALASTRA POLO REINO DE ESPAÑA

A liberdade de expresión en perigo: un verán marcado pola censura

A liberdade de expresión en perigo: un verán marcado pola censura

O verán viuse marcado por numerosos concertos e espectáculos musicais cancelados, vetados e censurados por gobernos municipais de dereitas, mais agora o leque é máis vasto. Na semana pasada o concello de Bilbo, governado polo PNV, accedeu á petición de Elkarrekin Podemos, avalada por 15.000 asinaturas, e tamén cancelou un concerto xa contratado. Neste caso por letras ofensivas para as mulleres. Ver no interior vídeos dalgunhas das cancións da polémica.


Ler mais...

É TUDO COISA DA NOSSA CABEÇA

El Paso: Sete conservadores nada parecidos com supremacistas brancos. Nada

El Paso: Sete conservadores nada parecidos com supremacistas brancos. Nada

Na esteira do massacre de El Paso, o famoso comentarista Ben Shapiro – conhecido como o “filósofo dos jovens conservadores” – usou o Twitter para repreender aqueles que ousam fazer qualquer tipo de ligação entre o presidente Donald Trump, o Partido Republicano e os conservadores norte-americanos de um lado e os terroristas nacionalistas brancos do outro. O próprio Shapiro é judeu e tem sido visado por terroristas nacionalistas brancos.


Ler mais...

EN DESTAQUE

  • … os dois homens [Macron e Duque], infelizmente, não tiveram tempo de evocar os 7 milhões de deslocados internos colombianos, nem os 462 dirigentes sociais, comunitários, indígenas, camponeses e defensores dos direitos humanos assassinados no país, de janeiro de 2016 a fevereiro de 2019 (incluindo 172 em 2018), a crer no Provedor de Justiça (Ombudsman) Carlos Negret, nem os 133 ex-guerrilheiros executados (assim como 34 membros das suas famílias), depois de haverem deposto as armas, confiantes na palavra do Estado

OPINIÓN

  • Uma viagem ao mundo da “estratégia de comunicação” da União Europeia e respectivas emanações é uma experiência indispensável para confirmar os indícios de que os dirigentes europeus convivem cada vez mais desconfortavelmente com a liberdade de opinião. Na verdade, como ilustra essa incursão, já encaram a informação como propaganda, o contraditório como um abuso e a liberdade como um delito. Está aberto o caminho para a imposição da opinião única, em que se baseiam todas as formas de censura, desde a dos coronéis à dos “fact-checkers” contratados a peso de ouro por Bruxelas.

  • A situación de Julian Assange ante a petición de extradición dos Estados Unidos despois da revogación da súa condición de asilado na Embaixada de Ecuador en Londres puxo en alerta moitas organizacións de defensa dos dereitos humanos.

  • Em países como Brasil e EUA, centenas milhares de pessoas estão presas no contexto de “guerra às drogas” – e três quartos delas são negras. Livro traça paralelo entre encarceramento e histórico de perseguição racial – inclusive em forma de lei.

  • É claro que, no caso da abordagem e apresamento do petroleiro iraniano Grace 1, registado no Panamá, tal como muitos outros navios, ao largo da costa espanhola, próximo de Gibraltar, que a Grã-Bretanha não tinha o direito legal de ordenar aos seus fuzileiros navais que abordassem o navio iraniano.

  • Vivimos “tempos sentenciosos” en que unha consigna se impón como verdade absoluta ante un problema social e ‘prohibe’ calquera reflexión que difira do que xa está decidido.