.
.
.
teixeiro_interior
.
Puniçom sem matizes
E.V., que leva os seus quase oito anos de campanha em 1º grau (sem o mais breve período de tempo no chamado ‘regime de vida ordinária’) vive nestes momentos numha galeria orientada a um pátio morto que nem permite ver o céu e onde podem estar recluídos um máximo de 8 presos., As horas de pátio (um espaço de aproximadamente 15×7 metros) apenas chegam a um máximo quatro horas de pátio diárias. Nestas circunstáncias, a principal ferramenta de aproveitamento do tempo som a formaçom intelectual e o desporto, mas a direcçom do centro opta por impedir, ou dificultar em extremo, também estas actividades. E.V. foi privado de parte das suas pertences, e mui em concreto dos materiais necessários para preparar o trabalho de fim de carreira (flexo, lentículas, …). Também nom lhe foi concedida entrevista com a educadora do penal apesar de o ter solicitado expressamente.
.