“Tal como as coisas estão hoje, essa pandemia global por si só não é motivo para a libertação do senhor Assange”, disse juíza.

 

 

A Justiça britânica negou nesta quarta-feira (25/03) o pedido feito pelos advogados de Julian Assange para que o fundador do WikiLeaks tivesse direito à fiança por conta do novo coronavírus. “Tal como as coisas estão hoje, essa pandemia global por si só não é motivo para a libertação do senhor Assange”, disse a juíza Vanessa Baraitser.

Segundo a defesa, Assange, que está preso preventivamente na penitenciária Belmarsh, na região sudeste de Londres, é “vulnerável” à contaminação do vírus na prisão e “se enquadra em uma categoria de pessoas que devem ser liberadas”.

Ópera Mundi