A Palestina não foi esquecida por torcedores de futebol presentes no jogo de abertura da Copa do Mundo FIFA de 2022, realizada no Catar, neste domingo (20). Fãs do esporte entoaram seu apoio à causa palestina, exibiram bandeiras e pediram proteção à Mesquita de Al-Aqsa.

.

.

 

Torcedores exibem bandeira palestina a caminho da partida de abertura entre o país-sede e a seleção do Equador, no Estádio al-Bayt, na cidade de al-Khor, Catar, 20 de novembro de 2022 [Serhat Cagdas/Agência Anadolu]

 

Torcedores árabes e outros cantaram juntos: “Com nossa alma e nosso sangue, nos sacrificamos pela Palestina”. Bandeiras palestinas foram erguidas ao lado de bandeiras do país-sede.

 

 

 

 

Jogadores de futebol expressam solidariedade à Palestina 

A seleção nacional palestina não se qualificou para o torneio, mas torcedores e ativistas do país, assim como seus apoiadores internacionais, recorreram à Copa do Mundo para conscientizar o público sobre a questão palestina e expor os crimes da ocupação israelense.

O governo do Catar é um dos maiores doadores a Gaza sitiada e Cisjordânia ocupada e reservou um espaço amplo da zona de torcida aos palestinos e seus apoiadores.

A bandeira palestina também foi projetada nos modernos edifícios catarianos.

Segundo o repórter Alaa Shamali, do jornal al-Resalah, a presença considerável de torcedores palestinos deve trazer sua causa ao centro da arena mundial, ao passo que milhares de turistas chegam ao Catar sem conhecê-la.

Shamali destacou que oito mil palestinos estão no Catar para ver as partidas, a maior presença da comunidade em uma Copa do Mundo.

ASSISTA: Palestina, por muitos anos e sempre, no coração dos estádios

 

Image                    Jogadores egípcios de karatê(1º e 2º lugar) erguem a bandeira da Palestina no Mundial Junior de Eslovénia 2022.